Resultado da Busca

Seguro empresarial: como funciona a cobertura adicional de vendaval

Para garantir a segurança dos seus negócios, contratar um seguro empresarial deve ser o primeiro passo. O segurado precisa entender quais coberturas adicionais são as mais importantes para estar protegido em caso de imprevistos e como elas funcionam.

Hoje, vamos falar um pouco mais da cobertura de vendaval, pois, muitas vezes, o entendimento por parte do segurado é de que qualquer vento pode se enquadrar no risco coberto pelo seguro.

A realidade, no entanto, é de que somente ventos superiores a 15 (quinze) metros por segundo - ou 54 quilômetros por hora - se enquadram na cobertura.

Danos excluídos da cobertura de vendaval

Além da velocidade dos ventos, o segurado precisa ter conhecimento sobre os prejuízos que estão excluídos da cobertura de vendaval:

  • Ingresso ou infiltração de água no prédio segurado pelo entupimento ou rompimento de calhas e tubulações, bem como através de janelas, basculantes, portas, vidraças e aberturas, querem estejam abertas ou não durante a ocorrência de risco coberto;
  • Impacto de veículos na carga, descarga e movimentação de mercadorias e matérias-primas;
  • Quaisquer danos causados a veículos e aeronaves.
  • Vidros e espelhos externos, letreiros, anúncios luminosos, painéis de revestimento de fachadas, estruturas provisórias, estruturas de suporte para coberturas e suas respectivas coberturas de lona, vinilona ou qualquer outro material plástico, cercas, tapumes, muros, telheiros, toldos e marquises;
  • Mercadorias e matérias-primas ao ar livre;
  • Antenas, torres, torres de rádio e televisão e torre de eletricidade;
  • Tubulações externas, fios e cabos de transmissão (eletricidade e telefone).

Vale lembrar que estamos falando apenas da cobertura de vendaval, ok? Para saber mais sobre as demais coberturas adicionais do seguro empresarial, consulte as Condições Gerais no Espaço Sompo.

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.