Resultado da Busca

Quanto pesa a mochila de seus filhos?

Estamos na época da volta às aulas e com isso a preocupação com a saúde e o bem-estar dos filhos aumenta ainda mais. É comum que crianças em idade escolar carreguem em suas mochilas, além do material exigido, diversos itens que podem ser desnecessários para o dia a dia na escola. Esse excesso de peso na bagagem escolar pode  causar grandes problemas à saúde.

Confira a seguir alguns dos problemas derivados do excesso de bagagem e soluções para que a mochila de seus filhos não cause riscos à saúde.

Quais problemas podem ser causados pelo transporte de mochilas muito pesadas?

Segundo especialistas, o excesso de bagagem, em casos mais raros, pode até mesmo comprometer o crescimento da criança. Os problemas mais comuns são relacionados a dores musculares causadas pelo forçamento contínuo dos músculos do tronco e região lombar. Carregar uma mochila com excesso de peso, leva a criança projetar o tronco para frente depositando uma carga muito maior do que deveria nessa região. Também é possível que esse esforço cause alterações fisiológicas na curvatura da coluna. Quanto maior o tempo de uso de mochilas pesadas, maiores são as chances de desenvolver problemas.     

 

Qual é o peso correto a se carregar na mochila e qual é o tipo ideal?

Estudos indicam que o peso carregado na mochila não deve ultrapassar 10% do peso corporal da criança. Ou seja, uma criança que pesa 30 quilos não deve carregar mais do que 3 quilos em sua mochila, o ideal é carregar somente o essencial para evitar chegar a esse ponto.

As mochilas que possuem duas alças para serem carregadas distribuindo o peso uniformemente entre os ombros são uma boa escolha. Elas devem ser ajustadas para que fiquem confortáveis e evitem qualquer forma de deslocamento do tronco, seja para frente ou para trás. Já as “mochilas de carteiro” não são recomendadas por concentrarem o peso total em somente um ponto. Mas, se for utilizar, recomenda-se a troca de lado da mochila frequentemente durante seu transporte.

As mochilas de rodinhas são altamente indicadas, porém devem ser utilizadas da forma correta. Segundo ortopedistas, a criança deve conduzi-la com a postura ereta, evitando deslocar o tronco para o lado. 

Na volta às aulas, faça um check-up na mochila de seus filhos e oriente-os a levar somente o necessário para a escola. Se a escola fornecer armários para o armazenamento dos materiais, o cuidado fica ainda mais fácil.

 

 

 

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.