Outubro Rosa: Saiba Como Fazer o Autoexame

Outubro começa e com ele o "Outubro Rosa", campanha mundial realizada para a prevenção do câncer de mama.

Além de exames regulares, alimentação balanceada e uma rotina longe do sedentarismo, há um método que você pode realizar em sua casa para identificar possíveis nódulos nas mamas: o autoexame.

Passo a Passo para o autoexame

O autoexame é muito importante para auxiliar na identificação de nódulos de um possível câncer de mama. No entanto, o procedimento, que deve ser realizado todos os meses após o período menstrual, não pode ser considerado o único método preventivo.

Ele não substitui os exames necessários, como mamografia, ultrassonografia mamária e ressonância magnética.

Quando estiver fazendo o autoexame, a mulher deve se atentar para alterações como retração da pele ou do mamilo, assimetria, inchaço, qualquer tipo de secreção incomum, vermelhidão na região e se há gânglios nas axilas.

Caso ela perceba alguma dessas alterações já é importante procurar um especialista.

Como fazer o autoexame?

autoexame mama-1

Para fazer o autoexame das mamas a mulher deve, primeiramente, ficar de pé, em frente ao espelho, para observar o bico, a superfície e o contorno dos seios.

Em seguida, ela deve levantar os braços. Ao fazer o movimento, deve-se prestar atenção se, com o movimento, aparecem alterações de contorno e superfície das mamas.

O terceiro passo é apalpar a região. A mão direita deve apalpar a mama esquerda e vice-versa. A mulher deve fazer movimentos circulares suaves, apertando levemente com as pontas dos dedos.

É importante também dar atenção especial às axilas e aos mamilos.

As axilas devem ser apalpadas em busca de nódulos. Já para examinar os mamilos, a mulher deve comprimir o local da base para o bico e verificar se há secreção.

Caso seja identificado alguma alteração é importante procurar ao médico.

Tranquilidade

O seguro de vida é a certeza de que a família do segurado terá o apoio financeiro para se restabelecer caso uma fatalidade aconteça. Ainda, o próprio segurado poderá contar com uma indenização caso encontre-se inválido (de forma total e permanente) em decorrência de uma doença ou acidente.

Apesar de não gostarmos de considerar tais cenários, eles podem acontecer e ter a consciência da proteção do seguro deixa qualquer mente mais tranquila.

--

Por: Dr. Jose Roberto Morales Piato, mastologista e coordenador do Centro de Mama do Hospital Samaritano de São Paulo

Você sabe como começou o Outubro Rosa? Conheça a história da campanha.

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.