O seguro residencial tem franquia?​

Todos nós estamos acostumados com seguro de carro e sabemos como funciona (mais ou menos – mais pra Fulano, menos pra Cicrano). Por isso, na hora de pensar em seguro para casa é comum surgir a dúvida se esse tem, ou não, a tal da franquia.

Assim como é comum confundir a forma como funciona o seguro residencial com a do seguro para automóveis. Ou seja, basicamente o que precisamos entender é que em alguns casos pode haver sim, um pagamento de franquia, mas ela não é proporcional ao valor da sua casa. Ufa!

Proporcionalmente o seguro para sua casa sairá mais em conta do que o seguro para o carro, bem como o valor da franquia.

Como assim?

Veja bem, isso acontece porque o valor da apólice de seguro não é calculado com base no valor do imóvel como acontece no caso do seguro de veículos. Ele é definido por meio de uma coisa chamada – guarde o nome - LMI, ou Limite Máximo de Indenização!

Abacus_512Em primeiro lugar é preciso definir as coberturas do seguro que serão contratadas e seus respectivos LMIs. O cálculo é realizado por um percentual do valor de cada cobertura (existe a opção de se contratar coberturas básicas, adicionais ou especiais – ao gosto do freguês). A conclusão dessa matemática toda, que nem é tão complicada assim, é que você vai gastar bem menos para proteger os seus bens! Por isso, na hora de contratar, importantíssimo informar corretamente todos o valor do seu imóvel e os valores de seus bens, para que se possa formar o LMI.

Mas, então como funciona o processo e em quais casos existe a cobrança no seguro residencial? Cada seguradora estabelece suas políticas e valores. Vamos explicar direitinho aqui como isso funciona, usando como base os serviços e limites trabalhados pela Sompo Seguros.

ML_YM_1506a

A Sompo Seguros trabalha com a franquia dedutível, ou seja, no eventual sinistro o segurado participará com o valor definido na cotação e a seguradora indenizará a diferença restante. Veja o exemplo abaixo:

ML_YM_1506b

Agora ficou mais claro? Então só falta contratar o seguro! Procure um corretor de confiança, que deverá orientá-lo e indicar a combinação entre as coberturas básicas e adicionais ideal para você.

Thief_stealing_a_credit_card_512Tudo certo, apólice assinada, você volta para casa feliz da vida! Ao chegar, percebeu algo diferente... Caramba! Sua TV de 60 polegadas, ultraled, ultrafina, ultrachique, e que você nem acabou de pagar ainda (12x no carnê, quem nunca?) foi furtada! Respire, não precisa se desesperar. O seguro residencial não tem carência e seus bens já estão protegidos! Agora é só entrar em contato por telefone, pelo site, ou ligar diretamente para o seu corretor.

 

Como nós gostamos de facilitar ainda mais a sua vida, é só acessar o post que aborda como acionar o seguro residencial em casos de emergência e seguir o passo a passo!

 

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.