Novembro Azul: Exames e Tratamentos ao Câncer de Próstata

Durante o Novembro Azul, já falamos aqui no Espaço Sompo sobre o que é o câncer de próstata  e suas formas de prevenção. Agora é a vez de explicamos sobre os exames que detectam o câncer e as vantagens do diagnóstico antecipado para o tratamento.

Mas, antes, vamos recapitular alguns pontos importantes

  • O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comuns entre os homens no Brasil. As estimativas do Instituto Nacional de Câncer, para 2017, são de 61.200 novos casos de câncer de próstata no país.
  • O câncer é menos comum entre homens asiáticos e mais comum entre homens negros. Não é obrigatoriedade, mas este tipo de câncer se desenvolve mais frequentemente em homens acima dos 50 anos de idade.
  • Recomenda-se a realização dos exames uma vez ao ano em homens acima de 45 anos, porém, em caso de histórico na família, é necessária a realização do exame antes dos 40 anos.

E vamos para as perguntas!

 

Quais são os exames que podem detectar o câncer de próstata?

Bem, há cinco tipos de exames para detectar o câncer de próstata. São eles: PSA (realizado através de coleta de sangue), toque retal, ultrassonografia, medição do jato de urina e exame de urina laboratorial. É recomendado que homens a partir dos 45 anos realizem a visita constante ao urologista, em uma frequência de 6 meses. O câncer de próstata é uma doença silenciosa, por isso a visita constante ao médico é fundamental!

 

Posso não fazer o exame de toque retal e fazer, apenas, o exame de sangue?

Não. O PSA (exame de sangue) e o toque retal precisam ser realizados em conjunto. O PSA não é preciso o suficiente para detectar sozinho qualquer anormalidade da próstata. Os outros exames listados anteriormente podem ser realizados como complemento, mas jamais como substitutos do PSA e toque retal.

Vamos aproveitar para falar sobre um assunto de extrema importância no Novembro Azul. Diversas pesquisas confirmam que homens costumam se preocupar muito menos com a saúde do que as mulheres. Muitos deles deixam de ir ao médico por vários motivos (inclusive medo), principalmente ao urologista. Um dos motivos é o exame de toque real. Esse exame é rápido, muito simples e não é doloroso. Ninguém tem sua masculinidade diminuída apenas por realizar esse exame. O toque retal é muito importante para o diagnóstico de câncer de próstata. Não deixe a ignorância e tabus socialmente criados em relação à masculinidade atrapalhar a sua saúde.

 

Quando é detectado, quais são os tratamentos para o câncer de próstata?

Quem irá aconselhar o tratamento, após o diagnóstico da doença, é o médico. Ele estudará o nível da doença e irá discutir qual é o melhor caminho para o tratamento. Dependendo do estágio da doença e outros fatores, as principais opções de tratamento para pessoas com câncer de próstata são: conduta expectante, cirurgia, radioterapia, criocirurgia, hormonioterapia quimioterapia, vacinas e terapia alvo.

 

E quais são as chances de cura?

Se diagnosticado no início, as chances de cura são de 80% a 90%. Porém, se o câncer de próstata for detectado em estágio avançado, essas chances diminuem para 10% a 20%. Viu só como é importante realizar os exames com frequência?

 

Não deixe de conferir o último post especial sobre o Novembro Azul na próxima quinta-feira, aqui no Espaço Sompo!

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.