Febre Amarela: o que você precisa saber

Nas últimas semanas, foram confirmadas algumas infecções e uma morte por febre amarela no Estado de São Paulo. Por isso, o Ministério e a Secretaria da Saúde iniciaram uma campanha de conscientização e prevenção da doença. Apesar da doença do tipo urbana não ter sido registrada desde 1945, é importante evitarmos qualquer proliferação. Aqui você encontra informações sobre a febre amarela e como se prevenir.

O que é a febre amarela?

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus e transmitida por mosquitos. Ela pode acontecer de duas formas: febre amarela urbana, quando é transmitida pelo Aedes aegypti; ou febre amarela silvestre, que é transmitida por mosquitos dos gêneros

Quais são os sintomas da febre amarela?

O tempo de contágio no corpo é entre três e seis dias após a picada. Os sintomas iniciais são febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Do total de infectados, 15% desenvolvem a versão mais grave da doença. Dentre os membros deste grupo, cerca de 20% a 40% correm risco de morte.

Como eu posso contrair a febre amarela?

Há duas formas de contrair a doença. Nas vias silvestres, a doença é transmitida pelo mosquito Haemagogus, que capta o vírus de alguns animais, como o macaco. Nas vias urbanas, o mosquito responsável pela transmissão é o Aedes aegypti que, ao picar uma pessoa que esteja contaminada com febre amarela, transmite a doença em picadas posteriores. E lembre-se: uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra, ou seja, não é uma doença transmitida por contato – e sim, por um transmissor (no caso, o mosquito).

Então o macaco pode passar febre amarela à população?

Não! Inclusive, o Ministério da Saúde está promovendo uma campanha para evitar que matem os macacos que vivem nas regiões urbanas. Os macacos têm papel fundamental na vigilância da doença. Quem é responsável pela transmissão de febre amarela em humanos é um mosquito. Você pode conferir mais informações aqui

Como eu consigo evitar a doença?

Da mesma forma que atuamos contra os habitats dos mosquitos da Dengue, se proteger contra a febre amarela é evitar o acúmulo de água em nossas residências. Os mosquitos se reproduzem na água parada, qualquer recipiente como caixas d'água, latas e pneus contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos.

E as vacinas?

Por enquanto, o Ministério da Saúde indica a vacinação de residentes em alguns bairros da cidade de São Paulo, que encontram-se próximos ao Parque da Cantareira, onde um macaco morto por febre amarela foi encontrado. Você pode saber mais sobre os procedimentos da vacinação nas UBS clicando aqui ou através do telefone 136. 

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.