Aquaplanagem: o que é e como evitá-la

A aquaplanagem é um fenômeno físico no qual um veículo, ao passar sobre uma camada de água, perde o atrito com o asfalto. Quando isso acontece, o carro literalmente flutua, fazendo com que o motorista perca o controle do automóvel.

Passar por uma situação de aquaplanagem apresenta alto risco de acidente. Por isso, ao dirigir na chuva, a atenção do motorista deve ser redobrada.

Lembre-se: em épocas de chuva, antes de sair de casa sempre pesquise se o seu local de destino corre riscos de alagamentos, caso tenha opte por outro trajeto.

A boa notícia é que é possível se precaver a aquaplanagem e, caso isso venha acontecer com você, minimizar os transtornos para que a situação não resulte em um sinistro.

A qualidade do asfalto, a velocidade do veículo, a quantidade de água na superfície e, principalmente, o estado de conservação dos pneus são alguns fatores que favorecem a aquaplanagem, aumentando o risco de acidentes automobilísticos.

Para evitar acidentes na chuva, vale seguir algumas recomendações.

Aquaplanagem: o que é e como evitá-la

Está chovendo? Não corra!

A alta velocidade é um dos principais fatores da perda do atrito entre o pneu e o asfalto, facilitando a entrada de água entre os dois elementos.

Por isso, a primeira coisa que temos que ter em mente é que devemos dirigir a uma velocidade reduzida, mesmo que a sinalização da via indique uma velocidade superior.

Manutenção dos pneus é fundamental

Realizar sempre a manutenção dos seus pneus é garantir a segurança de sua viagem.

Não os deixar “carecas”, calibra-los, manter a pressão indicada pelo fabricante e realizar o rodízio a cada 5 mil quilômetros são algumas ações que precisam estar em dia.

Pneus muito gastos podem fazer com que o veículo aquaplane facilmente, pois não possuem mais os sulcos, que têm formas projetadas para que a água seja escoada pela extremidade, mantendo a aderência ao solo.

Outro fator importante é a largura dos pneus. Por mais incrível que pareça: quanto mais largo o pneu, pior.

É só pensar em uma bicicleta entrando em um trecho alagado: suas rodas finas têm maior probabilidade de "cortar" a lâmina de água do que um carro esportivo com pneus largos.

Cuidado ao passar por um trecho alagado

Segundo o Corpo de Bombeiros, depois de um trecho alagado, se você precisar parar, existe um grande risco de acidente, pois os freios podem não funcionar, já que os componentes estão molhados e não existe atrito entre eles.

Por isso, engrene uma marcha forte (primeira ou segunda) e rode uns 30 segundos pisando fundo no acelerador com o pé direito e firme no pedal do freio com o esquerdo. O atrito entre as peças vai provocar calor e este vai secar as pastilhas, discos, lonas e tambores.

Mas, e se mesmo assim, ocorrer uma aquaplanagem?

Aquaplanagem: o que é e como evitá-la


Caso a aquaplanagem ocorra é importante manter a calma e estar preparado para agir de forma correta:
  • Retire imediatamente o pé do acelerador assim que sentir que o carro já não está mais sob seu controle.
  • Não pise no pedal do freio bruscamente.
  • Segure firme o volante para manter as rodas retas.
  • Quando os pneus retomarem o contato com o solo, gire levemente o volante de um lado para o outro para sentir que o veículo recuperou a aderência.
  • Caso seu veículo possua freios ABS (que não trava as rodas completamente), aplique alguma força no pedal do freio, mantendo-o pressionado até retomar o controle total do veículo.
--

Você gostou das dicas para evitar e reagir a aquaplanagem? Não deixe de compartilhar com seus amigos! Qualquer dúvida, compartilhe com a gente nos comentários!

 

Compartilhe:

Para mais informações, navegue pelas editorias ao lado.