Alimentação: cuidado com os pets no Natal

Natal é o momento de reunir toda a família e de saborear diferentes e deliciosas comidas. É tanta tentação que os nossos companheiros de quatro patas também ficam com muita vontade de comer junto com a gente.

Sabemos que o ideal é que eles se alimentem de ração, de acordo com suas características, porte e raça, pois esse tipo de alimento já contém tudo que eles precisam para se manter saudável e saciado. É muito importante ter atenção e cuidado, pois tem muitos alimentos que podem intoxicá-los e até levá-los à morte. Se você é daqueles que não consegue resistir à uma carinha pedinte, veja a seguir uma lista contendo 05 alimentos que o seu pet não deve comer:

1 – Chocolate
O chocolate contém teobromina, que se for consumida em grandes quantidades pode levar à morte. Vômito, aumento da frequência respiratória, irritação, dores abdominais e convulsões são sintomas de intoxicação grave. Já os doces, ricos em açúcar, não só são calóricos: em excesso, podem tornar os pets obesos e diabéticos. Além disso, também são responsáveis por formação de tártaro, cáries e até perda do dente.

2 – Rabanada
Frituras são proibidas pois possuem gorduras oxidadas, prejudiciais a saúde e além disso, contém muito açúcar.

3- Uvas e passas
Esses alimentos não devem ser dados ao pet porque podem causar insuficiência renal. Os cães que já têm determinados problemas de saúde podem ter uma reação ainda mais grave.

4 – Álcool
Qualquer bebida contendo álcool é significativamente muito tóxica para o seu animal. Caso seja ingerida, pode causar vômitos, diarreia, diminuição da coordenação, depressão do sistema nervoso central, dificuldade respiratória, tremores, acidez anormal do sangue, coma e até mesmo a morte.

5 – Massas
Quando são usadas leveduras como fermento no preparo de massas, esse alimento não é indicado para cães. Massas contendo levedura podem causar gases que se acumulam no sistema digestivo. Além disso, ser doloroso, os gases podem fazer com que o estômago ou intestinos sejam obstruídos e mesmo distendidos.

Pense sempre na saúde do seu amigo de quatro patas antes de oferecer qualquer comida que não seja recomendada pelo veterinário.

Compartilhe:

EMPREENDER

SAIBA COMO DEIXAR A SUA CASA FUNCIONAL À TERCEIRA IDADE